Parabéns, São Paulo!


São Paulo. Essa metrópole nascida de um pequeno povoado tornou-se a cidade das multidões, dos 1.001 contrastes e oportunidades.

A capital paulista é grande em todos os aspectos: em seus 1.521.110 km2 abriga mais de 12 milhões de habitantes e, por isso mesmo, é considerada a cidade mais populosa do Brasil.

Mas não é somente em seu aspecto populacional que a cidade de São Paulo é superlativa. Apesar dos grandes e inúmeros problemas de uma metrópole, São Paulo é, entre outros segmentos, a cidade da educação, dos negócios, da saúde, dos esportes, da cultura, dos transportes, da habitação, do turismo, do lazer, da tecnologia, da produção e do maior mercado consumidor do país.

Quer ter uma ideia? São Paulo tem aproximadamente:

150 bibliotecas;
40 centros culturais;
101 museus;
182 teatros;
282 salas de cinema;
53 shoppings centers;
60 ruas de comércio especializado;
111 parques e áreas verdes 11 estádios de futebol;
333 centros de lazer;
20 mil restaurantes, seis mil pizzarias, 500 churrascarias, 70 variedades de cozinha, 20 mil bares;
120 pontos de wi-fi livre que atende todos os 96 distritos da capital;
Três terminais rodoviários;
Três aeroportos;
Maior frota de helicópteros do mundo;
1.400 linhas de ônibus com 8 milhões de pessoas transportadas ao dia;
Cinco milhões de passageiros circulam diariamente por 6 linhas do metrô, totalizando 96 km de extensão e 84 estações;
30 mil táxis;
Mais de oito milhões de veículos;
Uma centena de trens da CPTM que rodam sobre sete linhas (incluindo as de Guarulhos e Jundiaí);
678 estabelecimentos de saúde pelo sus;
Duas mil agências bancárias;
50 mil indústrias;
4,4 milhões de m² em espaços para realização de eventos;
Nove milhões de eleitores.

Quem diria! A capital nasceu em 1554, pequenininha, nos Campos de Piratininga – atual centro da cidade, onde está localizado o Pátio do Colégio –, com a fundação de uma escola para índios, pelos jesuítas Manoel da Nóbrega e José de Anchieta.

Nóbrega, que tinha especial devoção pelo apóstolo Paulo, escolheu o dia 25 de janeiro (data de aniversário desse santo) para fundar o povoado, que recebeu o nome de São Paulo de Piratininga.

Em 1560, o povoado foi considerado vila e, em 1711, passou a ser cidade. O desenvolvimento de São Paulo passou a ser mais rápido a partir do fim do século XIX, e isso aconteceu graças ao cultivo do café no interior do Estado e às indústrias instaladas na capital. Ela recebeu milhares de trabalhadores, entre eles, imigrantes da Europa, do Oriente Médio e Extremo Oriente, além de migrantes de outros estados e municípios.

O Grupo UNIP-Objetivo, que é genuinamente paulistano, declara seu amor a São Paulo e o parabeniza em seus 465 anos de existência.

Fontes consultadas: Prefeitura do Município de São Paulo; IBGE, Viva SP; Visite SP; Observatório do Turismo, Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, Detran, Metrô e CPTM. Os dados aqui apresentados são aproximados e podem variar conforme o ano de realização da pesquisa e as fontes consultadas.