Você está em: Objetivo / Acontece / O Futebol no Mundo e o Mundo do Futebol

O Futebol no Mundo e o Mundo do Futebol


Futebol, esporte nascido da elite britânica, que aos poucos ganhou novos contornos, tornou-se brasileiro e popular, como a própria cultura nacional. Desde que a bola começou a rolar por nossos gramados, o País deu ao esporte uma nova cara, um jeito diferente, cujos principais atributos foram a ousadia e a brincadeira. Esses ingredientes fizeram o futebol nacional ganhar importância e fama mundial. Na rua, na escola, no clube, no campinho do bairro, na várzea ou até mesmo no quintal de casa, quem nunca se encantou com uma partida de futebol? Mas por trás desse esporte há história, símbolos, números e muita informação.

No Colégio Objetivo, as disciplinas de Educação Física, História, Inglês e Matemática uniram-se em uma proposta multidisciplinar de Estudo do Meio. Voltada aos alunos do 8º ano, a atividade intitulada O Futebol no Mundo e o Mundo do Futebol focou o esporte como um importante agente de manifestação cultural.

O ponto de partida do estudo foi a visita ao Museu do Futebol – um espaço lúdico e interativo –, localizado no Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, nome oficial do Pacaembu, e pioneiro na missão de preservar, pesquisar e investigar todos os aspectos do esporte.

Munidos de cadernos de anotações e câmeras fotográficas, os estudantes registraram diferentes conteúdos. Para a disciplina de Educação Física, eles analisaram assuntos como o surgimento do futebol, primeiras regras e quais delas foram substituídas com o passar do tempo. Inglês abordou questões voltadas aos países que têm o idioma como língua materna, descobrindo, por exemplo, curiosidades do vocabulário do esporte que tiveram origem na língua inglesa. Em Matemática, entre outras questões, os estudantes levantaram dados numéricos e estatísticos sobre jogadores, títulos e jogos. História enfocou o Museu como um local de preservação do patrimônio cultural imaterial, ou seja, registros que permitem analisar os comportamentos que fizeram do esporte uma importante manifestação brasileira.

Primeiro tempo
Embora não se tenha certeza sobre seus primórdios, historiadores descobriram vestígios dos jogos de bola em várias culturas antigas. Eles ainda não eram o futebol, pois não havia a definição de regras como há hoje, mas demonstram o interesse do homem pela bola.

No Brasil, Charles Miller (1874-1973), paulistano do bairro do Brás, foi um dos grandes propagadores do futebol. Em uma de suas viagens à Inglaterra, aprendeu a jogá-lo, e ao retornar ao País (1894), trouxe na bagagem duas bolas usadas, um par de chuteiras, um livro com as regras do e uma bomba de encher bolas.

Bola em jogo
O Museu do Futebol oferece 15 salas temáticas, distribuídas em dois andares, repletos de conteúdo futebolístico e cultural. A partir de três eixos – emoção, história e diversão –, o Museu conta a história do futebol e mostra, por exemplo, o que o esporte tem a ver com arte, seu impacto na vida das pessoas e a história das Copas do Mundo. Os estudantes tiveram acesso também a uma sequência de experiências visuais e sonoras que relacionam o futebol e a vida brasileira no século XX.

Uma das curiosidades do Museu do Futebol é que as salas foram projetadas nas entranhas da arquibancada, em meio às estruturas de sustentação do Pacaembu.

Logo na entrada, um hall, batizado de Grande Área, acolheu os estudantes em uma espécie de sala de visitas do futebol brasileiro com reproduções ampliadas de diversos objetos que materializam a paixão pelo esporte: bandeiras, jogos de botão, cartazes, chaveiros, entre outros apetrechos.

Barbara de Freitas, aluna do Objetivo Cantareira, elegeu a sala Anjos Barrocos como sua preferida. Jogos de luzes e imagens projetadas em painéis de vidro proporcionam movimento e a sensação de 25 jogadores lendários, ídolos de várias gerações, reproduzidos em tamanho natural, pairarem sobre as cabeças dos visitantes.

 “Assisti a um jogo do Corinthians no Pacaembu, mas não conhecia o Museu. Não era nascida quando a maioria dos craques que estavam na sala já brilhava pelos gramados. Esta é uma boa oportunidade para conhecer a história deles. É interessante saber que o Museu foi construído atrás das arquibancadas do estádio, o que torna a visita mais emocionante.”

Também fez parte da atividade a visita à exposição itinerante Copas do Mundo de A a Z – O alfabeto entra em campo! Cada uma das 26 letras foi escalada para contar e recontar alguns momentos marcantes do esporte.

No Estádio do Pacaembu, os estudantes também tiveram acesso às arquibancadas, aos vestiários e conheceram um pouco mais de sua história.

Fotos Relacionadas