Você está em: Objetivo / Acontece / Jovens Físicos: medalha de prata para os alunos do Objetivo no IYPT – Brasil

Jovens Físicos: medalha de prata para os alunos do Objetivo no IYPT – Brasil


As equipes do Colégio Objetivo Bósons de Gauge e Quarta Dimensione Viator conquistaram medalhas de prata na fase nacional do Torneio Internacional de Jovens Físicos (sigla IYPT, em inglês).
Dirigido a estudantes do Ensino Médio, o IYPT realiza-se por meio de times que debatem problemas de Física presentes no cotidiano. Eles não têm uma única resolução e são necessários meses de pesquisa.

A fase final, ocorrida de 10 a 12 de setembro, nos campi da Poli/USP e UNIP Cidade Universitária – Marginal Pinheiros, instituições patrocinadoras do evento, teve 10 equipes, originárias de cinco estados.

Bósons de Gauge foi composta por Victor Pinheiro Rosa e Luciana da Costa Marques (ambos do Objetivo Alphaville), Gustavo Lha Rodrigues de Morais, Carla Cristina Bove de Azevedo e Mariko Hanashiro (Objetivo Vergueiro). Já o time Quarta Dimensione Viator contou com Francesco Perrotti-Garcia (Objetivo Granja Viana), Gabriel Bonuccelli Heringer Lisboa, Cássio dos Santos Sousa e Matheus Lima Barbosa de Túlio (Objetivo Paulista).

Em dois dias, os times debateram resoluções para 17 problemas, previamente selecionados por um comitê internacional. Esse debate aconteceu por meio dos chamados Physics Fights, feitos em rodadas de 50 minutos.

A cada uma delas, havia revezamento das equipes nas funções de relatora (apresenta a solução de um problema), oponente (aponta falhas da relatora e expõe aspectos positivos da apresentação) e avaliadora (avalia as atuações das duas equipes).

“Enquanto a maior parte das competições leva mais em conta as provas, o IYPT prefere os experimentos, a exploração profunda da teoria, o trabalho em grupo e os debates, que remeteriam às antigas discussões filosóficas e ao desenvolvimento do conhecimento científico”, explica Cássio dos Santos Sousa.

Matheus Lima Barbosa de Túlio diz que os combates forçam os competidores a expor teorias e explicações a outros, com a certeza de que revidarão com perguntas que poderão ser catastróficas para a apresentação. “Somos obrigados a formular perguntas e respostas rápidas, bem como análises, e ainda devemos ter o cuidado de transmitir exatamente a informação que desejamos passar.”

Os estudantes do Objetivo participam de aulas especiais coordenadas por Ronaldo Fogo, professor responsável pelas turmas olímpicas de Física do Colégio e líder dos times do Objetivo no IYPT Brasil. Para ele, há vários méritos a considerar na atuação dos alunos neste torneio, pois a competição avalia o domínio da matéria, a oratória e a desenvoltura dos participantes nos Physics Fights. “É preciso ser competente em várias áreas simultaneamente.”

Fotos Relacionadas