Histórico

O Programa Objetivo de Incentivo ao Talento - POIT, foi criado para trabalhar com os alunos portadores de altas habilidades do Colégio Objetivo. Esse trabalho teve início em 1972 quando observou-se a presença de alunos que se sobressaiam quanto à competência acadêmica e potencial intelectual. Após uma série de iniciativas para atendimento destes alunos, em 1986 firmou-se a estrutura do POIT, que passou a contar com várias modalidades de atendimento ao superdotado. O Programa Objetivo de Incentivo ao Talento é uma das poucas iniciativas brasileiras a cuidar desta população.

As condições para sua implantação e funcionamento derivam do fato de que o sistema de ensino é, principalmente, focalizado na média. A forma como a escola está organizada fisicamente, sua rotina, os conteúdos a serem ensinados, são fatores que padronizam ritmos e informações, deixando pouco espaço para a divergência. Há sinais de que isto precisa mudar, o que se pretende com os projetos de educação inclusiva, que constatam que necessidades diferenciadas requerem atenção diferenciada, mas que essa atenção pode e deve ser manejada sem que as pessoas portadoras dessas diferenças tenham que ser excluídas e afastadas das outras.

O cuidado com os diferentes, no entanto, até agora restringe-se a quem apresenta algum tipo de dificuldade, dentro de modelos calcados na discriminação, no agrupamento em grupos isolados. Pessoas que apresentem talento ou altas habilidades sofrem outra espécie de preconceito, sendo consideradas auto-suficientes, como se não precisassem de estimulação para seu potencial elevado, correndo o conseqüente risco de passar a desprezá-lo e apresentar frustração e inadequação ao meio. Programas especiais para pessoas talentosas, no Brasil, por sua excentricidade, têm apresentado o inestimável valor de sensibilizar a sociedade para a necessidade de acolhimento também deste tipo de diferença, e conforme sua organização, podem servir de modelo para a integração destes indivíduos nas escolas. E no momento em que forem integralmente instituídas as reformas que cuidam da inclusão dos diferentes, podem apontar alternativas por meio do desenvolvimento de recursos educacionais diferenciados.

Frentes de atuação

O Programa Objetivo de Incentivo ao Talento é resultado da cooperação entre a Universidade Paulista - UNIP e o Colégio Objetivo. Esta combinação cria uma série de particularidades e define o formato do programa, que desdobra-se nas seguintes modalidades:

O trabalho se desenvolve a partir da premissa de que a educação especializada deve ser sistemática: não basta a participação de alunos e profissionais em programas desarticulados, que não objetivam o desenvolvimento integrado do indivíduo. Uma educação sistemática pressupõe um contexto articulado e coerente, a inserção em um projeto mais amplo, que seja multidimensional. Nesse sentido, a atuação em várias frentes permite o constante questionamento das práticas frente aos seus fundamentos e às inovações possíveis, em ciclos de renovação onde novos olhares tornam-se possíveis nas diferentes situações onde o trabalho acontece.

Texto elaborado por Christina Cupertino, coordenadora do POIT.