Bronze e menção honrosa na Eslovênia! Alunos são premiados na Olimpíada Europeia de Física (EuPhO)


Se a conquista de medalhas em olimpíadas científicas internacionais é um feito para poucos, imagina destacar-se em uma competição que reúne os melhores estudantes de Física da Europa e de inúmeros países convidados? Em mais uma excelente atuação em disputas científicas, João Gabriel Pepato de Oliveira e Alícia Duarte Silva, alunos da 3ª série do Ensino Médio do Colégio Objetivo Integrado, conquistaram medalhas de bronze e menção honrosa, respectivamente, na European Physics Olympiad (EuPhO).

Realizada de 20 a 24 de maio de 2022, na Eslovênia, a EuPhO marcou a volta da presencialidade nas competições internacionais de Física e contou com a participação de 182 estudantes de 37 países.

“Foi uma experiência incrível e inesquecível. Ter a chance de representar o Brasil em uma olimpíada internacional é uma honra”, afirma João Gabriel. “A viagem foi maravilhosa, a companhia também e as provas exigiram tudo de mim, uma experiência ímpar. Não fosse pelo apoio e empenho do Objetivo, nada disso teria acontecido na minha vida. Sou muito grata por toda ajuda que já recebi do colégio”, completa Alícia.

Em uma prova teórica e outra experimental em inglês, João Gabriel e Alícia testaram tudo o que aprenderam nos níveis mais elevados da Física, visto que a EuPhO tradicionalmente apresenta avaliações complexas, que exigem muita criatividade de raciocínio. “Ambas as provas foram extremamente trabalhosas, o que fez o tempo passar voando. O maior desafio foi entender o que está acontecendo no exercício, que não nos dá muitas pistas sobre o que deve ser feito, e usar conhecimentos prévios para modelar o fenômeno e chegar a uma resposta”, comenta Pepato.

Alícia concorda com o colega e aponta que seu maior desafio foi a prova experimental. “O conteúdo das duas provas contempla toda a área de Física e explora saberes pouco trabalhados normalmente e pelos livros, como foi a prova experimental deste ano, com termodinâmica aplicada a lâmpadas e sua capacidade luminosa.”

Essa é terceira participação de Alícia em uma olimpíada internacional. Em 2021, ela conquistou prata na EuPhO, destacando-se entre as três melhores meninas da competição; também foi prata, em 2019, na Olimpíada Internacional Júnior de Ciências (IJSO), realizada no Catar. Soma-se a seu currículo uma dezena de participações e medalhas de ouro e prata em olimpíadas nacionais de Ciências, Química e Física.

“A EuPhO 2022 foi minha melhor experiência. Fecho minha jornada olímpica, ou, como costumamos dizer, me aposento das olimpíadas, guardando comigo muitas memórias que ficarão em meu coração pelo resto de minha vida”, comenta.

João Gabriel conta que ingressou no Colégio Objetivo no 7º ano do Ensino Fundamental com a intenção de participar das olimpíadas científicas. Em sua minha primeira atuação, em 2017, conquistou ouro na Olimpíada Paulista de Física (OPF). Desde então, não parou mais de competir, conquistando várias medalhas em Matemática, Astronomia, Biologia, Química, Economia, Linguística e Robótica. “Além do conhecimento, aprendizado, experiência e novos planos para o meu futuro que as olimpíadas me proporcionaram, tive a oportunidade de ultrapassar meus limites e me dedicar a algo de forma que nunca imaginei ser capaz”, afirma.

Agora, Alícia está focada em seu próximo desafio, que é ser aprovada em Medicina na USP. Ela conta que participar das olimpíadas foi fundamental para que conhecesse seus limites psicológicos, intelectuais e físicos e que esse conhecimento agregará nos exames. “Certamente terão papel imprescindível no vestibular: tenho costume com as provas, desenvolvi muito raciocínio lógico com a Física e aprimorei minha velocidade na resolução de questões. Dei o meu melhor na EuPhO, enquanto já me preparava pra atingir meu objetivo, que é estar na lista da USP em Medicina em 2023.”

Alícia quer ser médica e João Gabriel, ingressar na área de Computação, porém, ambos enchem de orgulho seus professores de Física. Ronaldo Fogo, professor orientador nos cursos especiais de Física do Objetivo, comemora a conquista dos estudantes. “Eles fizeram carreiras olímpicas brilhantes! Alícia deixa seu nome gravado na EuPhO, uma garota latino-americana com nada mais nada menos que uma medalha de prata e uma menção honrosa na mais prestigiada competição europeia de Física. Pepato também fecha seu Ensino Médio com um bronze que o coloca entre os melhores da Europa e, consequentemente, entre os melhores do mundo. Com emoção digo aos dois, parabéns.”