Page 22 - Protocolo de Diretrizes de Biossegurança - Grupo UNIP-Objetivo
P. 22

com as crianças.

                3.2.3  Higienização e limpeza de ambientes

                         a)  Higienizar brinquedos, trocador (após cada troca de fralda),
                             tapetes de estimulação e todos os objetos de uso comum antes

                             do início das aulas de  cada turno e sempre que possível, de
                             acordo com a Nota Técnica nº 47/2020/SEI/ Cosan/GHCOS/
                             Dire3/Anvisa);
                         b)  Brinquedos que não podem ser higienizados, não devem ser utilizados;
                         c)  As piscinas de bolinhas deverão permanecer fechadas até
                             o final da emergência sanitária;
                         d)  Sempre que possível, recomenda-se retirar tapetes,
                             almofadas, estantes de livros e outros recursos pedagógicos de
                             difícil higienização de dentro das salas de aula;
                         e)  Recomenda-se a instalação, na entrada das salas de aula, de
                             tapetes sanitizantes (tapetes contendo solução sanitizantes)
                            precedidos e sucedidos de tapetes absorventes para que os
                            alunos sequem seus pés depois de pisar no tapete molhado com
                            sanitizantes, diminuindo o risco de quedas.


                  3.2.3.1 Recomendações para o recreio, uso de pátio e parque infantil


                     a) Adotar a setorização dos espaços e brinquedos (escorregador,
                     balanço etc.) com o mapeamento, a fim de oportunizar todos os
                     brinquedos para os alunos em formato de estações e circuito;
                     b) A higienização deverá ser feita antes e ao fim de cada uso e sempre
                     que se observar a necessidade imediata;
                     c)  Devem ser predeterminadas áreas específicas para número
                     reduzido de alunos, sem mistura de grupos para melhor rastreamento;
                     d) Ofertar material individual (sem compartilhamento);
                     e) Deverá haver supervisão ativa dos alunos pela equipe pedagógica,
                     com  maior número possível de adultos, garantindo o cumprimento das
                     normas de  distanciamento social;
                     f)  O uso de máscaras é obrigatório para estudantes, professores,
                     equipe pedagógica e de apoio;
                     g) Recomenda-se incentivar a prática do brincar, a fim de permitir a
                     estimulação neuropsicomotora, sensório-motora e socioemocional,
                     fundamentais para o desenvolvimento integral das crianças (O papel da
                     atividade física no retorno às aulas presenciais, Programa Impulsiona,
                     Instituto Península/MEC), observando-se, contudo, as orientações e
                     cuidados acima previstos, bem como as diretivas abaixo da Secretaria
                     de Educação da Cidade de São Paulo:

                                                                                                       22
   17   18   19   20   21   22   23   24   25   26   27